10 DICAS PARA DIZER “SIM” AO AMOR E “NÃO” ÁS DÍVIDAS

Sonhando como uma festa de casamento impecável, mas sem gastar além da conta? O grande dia e as finanças podem (e devem) andar de mãos dadas. Pra facilitar, segue dez passos para ajudar você a saber o que fazer para não comprometer seu bolso mantendo o romance em alta depois de aproveitar a merecida comemoração unindo amor e economia!

1. DIÁLOGO com o parceiro é tudo! Fale sobre dinheiro também, afinal, isso não precisa ser um tabu. Alinhar os interesses econômicos faz bem à saúde do relacionamento, sabia? Coloque o tema na pauta dos assuntos em comum, viu? O ideal é conhecer a situação financeira de ambos sem ilusões. Saber todas as receitas e despesas para poder decidir quanto poderá ser reservado por mês e qual o limite do orçamento. Escolha um teto realista, combinado?

Com essas informações, fica mais fácil decidir qual a verba de cada item. Sem falar que vocês darão passos significativos na comunicação e união antes de subir ao altar. Loucuras com dinheiro dificilmente compensam, acredite! Mas se as loucuras forem no amor… aí sim, né?

2. Definir ORÇAMENTO primeiro é fundamental. Um dos grandes erros dos casais é buscar logo salão, buffet, igreja e todo o resto sem antes bater o martelo quanto ao orçamento, adiando as contas. O recomendável é fechar um valor antes de qualquer coisa (até mesmo antes de começar a economizar).

3. INVISTA no seu evento. Que tal uma aplicação financeira para pagar as despesas com a festa de casamento à vista? É uma forma de não ter dívidas após a comemoração e assim vocês vão conseguir um poder de barganha muito maior junto aos fornecedores contratados.

Para você ter uma ideia, é possível aplicar em renda fixa como o Tesouro Direto começando com apenas R$30,00, sabia? Claro que vocês vão precisar estudar qual a melhor opção de investimento, mas já vale a pena pensar sobre o assunto.

4. CALCULE o tamanho da festa de casamento e não tenha medo de montar a lista de convidados, mas tenha em mente que é para você estar ao lado das pessoas mais amadas, não das mais “conhecidas”, entende? Ajuste os cálculos reduzindo esse número. A partir dele, você consegue definir o porte do evento e estimar os gastos com os serviços a serem contratados.

DICA: O miniwedding é uma opção interessante para muitos casais atualmente, permitindo ter a tão desejada festa, com menor custo.

5. Defina as PRIORIDADES para manter festa de casamento e finanças equilibradas. Essa é a combinação perfeita! Quando está claro o que é mais relevante para você, ficar mais fácil ter uma festa com ainda mais brilho no olhar, sabe?

Por exemplo: o foco será um vestido específico, um lugar especial (fora ou na cidade natal) para a festa de casamento ou ter mais entes queridos perto? O que é fundamental para fazer você feliz e o que pode ser riscado da lista ou, melhor, não entrar nela? Será realmente necessário contratar uma banda? Um DJ com setlist de primeira daria conta do recado?

Lembre-se do limite nos recursos… e aceite: ter que praticar o desapego de algumas coisas bacanas faz parte (e dói menos, sim!) e nem por isso você deixará de ter uma festa maravilhosa, ok?

6. Aposte em LEMBRANÇAS afinal emoções e memórias afetivas devem fazer mais sentido do que certos luxos sem apego à trajetória do casal. Excesso de doces ou os chinelos para os convidados podem ser dispensados se não promoverem momentos marcantes. Enxugar o orçamento, nesse sentido, pode permitir mimos mais especiais como ter a receita preferida dos noivos no menu, por exemplo. Falando em gostosuras…

7. Atenção aos ITENS MAIS CAROS porque eles costumam estar na decoração e no cardápio. Pare e pense: preciso de verdade de uma muro inteirinho com flores? Tenho que ter 3 pratos quentes no menu? Em regra geral, cerca de 20% de convidados que faltarão ao evento. Não conte 100% com isso, mas esse fato pode lhe ajudar a evitar desperdícios com o buffet, bebidas e afins.

Quanto à decoração, menos é mais, sempre! Evite seguir o modismo e busque conexões com a história de vocês. isso deixará a festa com mais personalidade e ajudará nas finanças, certamente. Elementos com significado para os noivos deixam a comemoração mais intimista e aconchegante. Use a criatividade para ter ideias e inserir peças que reflitam seu amor.

E ainda: a festa de casamento será na praia? Nada de enfeites luxuosos, metálicos, chamativos. Lugares assim pedem sobriedade e simplicidade aliados à conforto e desapego.

 

8. SIGA SEU CORAÇÃO e deixe os padrões e “coisinhas” da moda de lado. Nem sempre padrões como “não pode faltar isso ou aquilo” ou “você tem que…” batem com o seu investimento, inclusive o emocional.

É claro que é muito pessoal querer ou não levar regras e tradições ao pé da letra. Ainda assim, entenda que todos perceberão o quanto você estará radiante por sentir conforto nas próprias escolhas. Ah! Falando nelas, dá uma olhada no próximo passo…

9. Faça ESCOLHAS coerentes porque elas são aliadas de um planejamento enxuto e eficaz! Jantar fora, comprar roupas novas, um carro ou fazer um curso não serão prioridades (nesse momento), concorda?

Avalie se a privação temporária, se o sacrifício vale a pena. Se a resposta for “sim”, cumpra o que decidir com seriedade e responsabilidade. Uma dose extra de paciência também ajuda a não perder o controle.

Se precisar de 1 ou 2 anos para programar tudo, curta o processo, cada detalhe. Quando o clima de festa acabar, você não terá a frustração de contas que continuam chegando e parecem não ter fim.

DICA: O ideal é elaborar o tal planejamento financeiro da festa de casamento com 2 anos de antecedência, viu? Para ter tempo de poupar a quantia suficiente.

10. PECHINCHAR, sempre! Converse, pesquise, negocie o máximo! Os valores mudam muito de um fornecedor ou serviço para outro. Pesquise bastante e dê uma olhada, com calma, na qualidade do serviço ou produto oferecido e média de preço. Faça sempre uma análise entre custo e benefício, tá? Não sabe por onde começar?

O meu guia de fornecedores (Guia Noivas Brasil) oferece mais de 250 soluções para você pesquisar e escolher qual delas melhor se adéqua ao seu estilo e bolso. Além do GUIA NOIVAS BRASIL,  workshop e feira de casamento são boas oportunidades para conhecer profissionais, empresas e serviços. Geralmente, esses eventos são excelentes para aproveitar promoções.

Concluindo… planejar uma festa de casamento não é fácil, eu sei. São tantos sentimentos, preocupações e dúvidas, não é? Mas fique firme e não deixe que a ansiedade natural dessa fase gere decisões impulsivas.

O amor não tem preço, porém, existem maneiras de conseguir ótimo custo-benefício, além de demonstrar sensibilidade e carinho sem estourar o orçamento de uma data tão especial. É possível celebrar sem atrapalhar o equilíbrio dos dias que virão em seguida. E que eles sejam lindos, inesquecíveis, como a festa de casamento deve ser!

Bj grande!