03 FILMES PARA VOCÊ ASSISTIR COM O SEU AMOR

Estar ao lado de quem a gente gosta não tem preço, né? E nada melhor do que um bom filme para deixar o clima de amor ainda mais gostoso. Por isso, hoje eu trago não uma, mas três dicas imperdíveis. Aperte o play do sentimento à flor da pele, capriche nos carinhos, pipoca com amor, filme coladinhos e boa sessão!

O primeiro longa-metragem da lista apaixonante é “Simplesmente Acontece”. É o tipo de produção envolvente que começa e termina em um piscar de olhos, e provoca sorrisos e suspiros por muito tempo.

Na comédia romântica dirigida por Christian Ditter, dois jovens britânicos (Rosie, vivida por Lily Collins, e Alex, interpretado por Sam Claflin) são best friends desde pequenos, amigos do jeito “grudinho”, que dividem  sabores e dissabores familiares, escolares e íntimos.

Existe atração entre eles, mas a amizade fala mais alto, até que Alex vai para os Estados Unidos estudar medicina em Harvard. Então, a distância começa a despertar algo que não havia entre eles… Cada um, no seu canto, passa a ter relacionamentos amorosos.

Sentiu o desconforto, amore? Calma aí, que o filme, com 1h 42min está longe de acabar… No entanto, o tédio não faz parte do enredo. Afinal, o destino não deixa de dar sua pitada de sobressaltos à trama para continuar atraindo Rosie e Alex.

“Simplesmente Acontece” não esconde, desde as primeiras tomadas, que a dupla é pura paixão. Os olhares amorosos, o fato de não conseguirem ficar afastados e algumas oportunidades de quase beijo mostram isso direitinho.

Sem falar que não existe qualquer impedimento para o romance, pelo menos no começo. Alex e Rose estão disponíveis e seus pais aprovariam o namoro. Ou seja, o amor está com tudo tranquilo e favorável, ainda que o casal não perceba.

Para render, o script traz umas surpresinhas nada agradáveis ( que eu não vou contar), claro. Nada de spoiler, tá? Mas pista pode!

A minha é a seguinte: uma série de acontecimentos na vida de ambos ao longo de 30 anos vai alimentando o relacionamento. Dos obstáculos da infância à complexidade da idade adulta, o universo conspira para tornar o amor mais lindo ainda, pois as provações são muitas. Quem nunca?

Enquanto isso acontece, você aproveita para agarrar o seu, lógico! Clima não vai faltar… Apesar de certos probleminhas dos pombinhos da ficção, “Simplesmente Acontece” é um filme leve.

Um dos motivos é a atuação de Lily Collins, inspirada na escola Zooey Deschanel, faz de tudo para ser fofa e desastrada no nível hard. Ela pode sorrir gentilmente em uma cena para, em seguida, tropeçar e cair.

Já o protagonista vivido por Sam Claflin é o típico garoto musculoso e bonito escondido atrás de um corte de cabelo ultrapassado; uma espécie de “nerd virgem”.

“Simplesmente Acontece” parece uma comédia romântica ingênua dos anos 1990, como “Ela é Demais”, na qual uma menina linda é transformada em uma garota feia e excluída graças a um par de óculos.

E como minha intenção aqui não é fazer crítica, sinopse ou coisa parecida, vale a pena destacar o amor! O resto você descobre junto com a pessoa que faz seu coração bater mais forte, combinado?

Outro que também rende muito chamego é “O Melhor de Mim”, que não é apenas uma história de amor. O filme é recheado de sentimentos e reflexões.

Dirigido por Michael Hoffman, na verdade, é uma história de vida. Daquelas que fazem a gente pensar sobre realização de planos e se eles estão trazendo a tão sonhada felicidade.

“O Melhor de Mim” tem uma pegada de drama, diferente da comédia romântica que eu falei antes. Com 1h 58min de duração, apresenta nomes como Michelle Monaghan, James Marsden e Liana Liberato no elenco.

Ao contrário dos personagens de “Simplesmente Acontece”, os apaixonados adolescentes Amanda (Liana Liberato) e Dawson (Luke Bracey) não contam com aprovação da família da menina.

Os jovens tomam rumos diferentes e, somente 20 anos depois, em um funeral, ocorre o reencontro na cidade natal deles. É quando passam a colocar na balança suas decisões e emoções.

Falando em decisões… Já decidiu casar? Ou ainda tá enrolando? O clima “juntinhos” já favorece para o pedido de casamento, hem? Aproveite e confere o post sobre  como organizar a Festa de Noivado porque o que não falta aqui são inspirações! Voltando ao filme…

Em busca de um romance água com açúcar repleto de reviravoltas? A sugestão é o “O Melhor de Mim” para despertar o melhor do amor nas horas descontraídas que renovam as energias e aquecem a alma.

Para completar a lista top de três filmes para assistir com seu amor, trago “Como Eu era antes de Você”, dirigido por Thea Sharrock.

Nele, o rico e bem-sucedido Will (Sam Claflin) é um homem intenso nas suas conquistas em todas as áreas. Até que sofre um acidente e fica tetraplégico. Eita! Que mudança, né?

Na cadeira de rodas, o depressivo e extremamente cínico Will acaba conhecendo Louisa Clark (Emilia Clarke), uma moça de origem simples, sem grandes ambições e com dificuldades financeiras.

Contratada para cuidar do bonitão, ela faz tudo para alegrar os dias dele e, aos poucos, o cupido acaba acertando os dois em cheio.

A jovem, que está sempre com um sorriso encantador, faz um contraste interessante com o cinismo do mocinho, rendendo situações marcadas por conversas com toques de sarcasmo.

Com o convívio e a persistência, entra em cena o lado mentor de Will, que passa a apresentar Louisa a um novo mundo.

O filme é uma versão contemporânea e com personagens cativantes de ocasiões até batidas. Há quem diga que é uma “receita de bolo bem conduzida”.

Que seja! O legal é que seu sabor é de bons sentimentos e crença na humanidade, como motivações para seguir em frente.

As grandes telas sempre serviram de inspiração para o amor. Tanto que as salas de exibição continuam sendo lugares perfeitos para iniciar uma relação.

Para quem já está juntinho, curtir um filme é um dos maiores prazeres. E se no cinema rola aquele clima, em casa é ainda melhor, né?

Hoje, eu trouxe três dicas que são sucessos quando o assunto é manter o romance em alta. Aproveite a facilidade dos serviços de streaming de vídeos na internet e faça delas o cenário, a trilha sonora, o figurino, enfim, a obra cinematográfica ideal para a paixão.

Que tal incluir no roteiro um jantarzinho especial, hein? Aposto que todos os prêmios (e muitos beijos) de produção do amor do ano serão todos seus… Certeza!

Ah, se vocês já estiverem casados, proveita o clima se inspire com o post sobre Renovação de Votos para o seu casamento!